• Cria Para o Mundo

"Era o anúncio 'estamos grávidos' e um click"

Queríamos dar essa notícia de uma forma divertida e criamos o ensaio fotográfico "A Chegada". As reações das pessoas ao saberem que seríamos pais é emocionante.


Por Luciane Evans


Das muitas regrinhas que impregnam a vida de uma gestante, a primeira delas é a de manter em segredo a gravidez, pelo menos, até as 12 semanas. Isso porque, segundo a medicina, a perda gestacional é maior no primeiro trimestre, o que faz com que muitos médicos acabem recomendando que se feche a boca sobre o assunto.


Esse conselho, muitas vezes inquestionável entre pacientes e doutores, acaba contribuindo para mais um medo dessa nossa caminhada, no instante que estamos tão vulneráveis, cheias de dúvidas, passando mal e com os hormônios em ebulição.


Eu também ouvi do meu médico que seria necessário esperar para contar. Mas... isso nunca fez sentido pra mim. Soube da gravidez quando estava com só cinco semanas e esperar até as 12 seria um sacrifício gigantesco para uma jornalista sagitariana que adora celebrar, dividir alegrias e tem dificuldades em guardar segredos.

Além do mais, uma amiga tinha perdido o seu bebê com poucas semanas e me disse que se recuperou bem graças à força que recebeu dos amigos e dos familiares. Ora, se ninguém soubesse da gravidez, ela ficaria sozinha com a sua dor.


E, sinceramente, estar grávida é o verdadeiro aprendizado para o mantra de que “não temos controle de nada”. Quem me garantia que, depois das 12 semanas, tudo estaria 100%?

Enfim, não queria pôr freio na minha felicidade. Não queria sufocar a alegria para anular a possibilidade da dor.


Ensaio fotográfico "A Chegada"


Então, eu não só abri a boca como contei sobre esse serzinho que estava por vir de uma forma, no mínimo, divertida. Daniel, meu marido, é fotógrafo. E eu há tempos já tinha me formado em fotografia e feito trabalhos como fotógrafa de família e para o jornalismo. Tendo a imagem como paixão e uma notícia linda para contar, criamos, assim, o ensaio fotográfico “A Chegada”.


A ideia era pegar nossos amigos e familiares de surpresa, porque, de fato, a nossa gravidez foi inesperada. Tomei anticoncepcional durante 15 anos da minha vida e, de acordo com os médicos, só engravidaria depois de uns seis meses ou até um ano após parar o remédio. No entanto, engravidei dois meses depois.


Ainda tinha o fato de o meu corpo simplesmente se transformar a passos largos. Minha barriga e seios estavam enormes e eu ainda estava só com seis semanas. As minhas roupas já não cabiam em mim. Meu quadril explodiu e as espinhas brotavam como na adolescência. Tinha que contar sobre essa transformação para todo mundo, e depressa.


Veja a galeria de fotos do nosso ensaio:


O anúncio e o click


Então com a desculpa de encontros de fim de ano (soube da gravidez em novembro de 2017), reuníamos os amigos em casa ou em bares, e pedíamos, logo no início, que fizéssemos uma foto de todos juntos.


Tinha que ser rápido, porque as pessoas já começavam a me perguntar o porquê de eu não estar bebendo nem fumando (eu era fumante compulsiva, e parei de fumar quando soube que estava grávida).

Como somos apaixonados por fotos, convencer os amigos e familiares para uma não era difícil. Dani dava a desculpa de me pedir ajuda para o melhor enquadramento, e nós dois ficávamos de frente para a turma reunida.


E, ali, dizíamos: “estamos grávidos”. Era o anúncio e um click. O resultado é um ensaio verdadeiramente espontâneo. Sozinhos ou em grupo, os fotografados fazem parte da linda história que vamos contar para a Malu.


Minha pequena um dia vai saber que o anúncio da sua chegada foi cheio de cores e afetos reais, provindos de uma felicidade crua, sem pose e sem segredos.

Quer participar ? Então, envie o seu relato para o e-mail criaparaomundo@gmail.com e conte a sua história.