• Cria Para o Mundo

9 podcasts imperdíveis feitos por mães e pais

Para ouvir em casa, no trânsito ou na academia, produções aliam papos gostosos a bons conteúdos sobre criação de filhos, política, relações sociais e espiritualidade



Por Luciane Evans e Nathalia Ilovatte


Há quem prefira ouvi-los debaixo do chuveiro, no caminho para o trabalho, na academia ou enquanto amamenta. Tem gente que só os escuta para dar gargalhadas, para não se sentir tão só ou porque é dessa forma que se aprofunda nos assuntos.


O fato é que os podcasts estão em alta e já ganharam diferentes nichos: feminismo, maternidade, paternidade, educação, esporte, cultura, mundo gay, masculinidade tóxica, entre outros.


Se você nunca ouviu falar, respire fundo e vamos lá. Um podcast é como se fosse um programa de rádio, mas não é: em vez de ter uma hora certa para ir ao ar, pode ser ouvido quando e onde a gente quiser. E em vez de sintonizar numa estação de rádio, a gente acha na internet. E melhor, de graça.

São, somente no Brasil, mas de 2 mil programas ativos, de acordo com a Associação Brasileira de Podcasters (Abpod) - sim, existe uma entidade para promover o setor. Para acessá-los, basta baixar ou ouvir online em sites, plataformas de música ou aplicativos só de podcast no celular.


Mas nem todos estão disponíveis em várias plataformas. É possível, por exemplo, que um esteja no Spotify e não esteja no Deezer.


De acordo com dados da Abpod, 40% dos 120 milhões de usuários da internet no Brasil já ouviram pelo menos uma vez um programa desse tipo. É um número espantoso, que corresponde a 48 milhões de pessoas.


Ouça onde quiser e quando puder


Deixando os números para lá, é viciante ouvir podcast. Por isso, nós, ouvintes ferrenhas, resolvemos listar aqueles que passaram a ser nossos companheiros de academia, de lavar louça, de tomar banho, dos trajetos de carro, a pé, de ida e volta para o trabalho...


A ideia foi reunir aqueles que contemplam o nosso objetivo de criar filhos num mundo melhor, que falam de maternidade e paternidade, que buscam refletir posturas e sentimentos, que trazem discussões sobre a sociedade e reflexões cotidianas baseadas em fatos. Todos criados e produzidos por mães e pais.


Anote, ouça e depois nos conte o que achou. Sinta-se à vontade para sugerir novos programas, afinal, são muitos bons podcasts que valem a pena ser ouvidos.


Dilemas

Esse podcast é um dos nossos preferidos. Isso porque você se sente parte dele. É como se Lua Barros e Pedro Fonseca, os idealizadores, nos convidassem para uma cervejinha entre amigos. E nessa conversa gostosa com sotaque pernambucano, são explorados dilemas do dia a dia, entre pais, entre marido e mulher, entre colegas de profissão. O casal promove reflexões tão certeiras que você não quer parar de escutar e, quando um episódio acaba, já passa logo para o próximo.



Mamilos

Mamilos é um dos podcast brasileiros mais famosos e mais queridos também. Conduzido pelas publicitárias Juliana Wallauer e Cris Bartis, o programa é semanal e aborda sempre uma boa polêmica. O grande diferencial é a escolha dos entrevistados. Pessoas interessantíssimas e grandes especialistas explicam questões complexas e trazem novos pontos de vista sobre os temas mais espinhentos do momento. O ouvinte ri, chora, se diverte e se informa.



Tricô de pais

Três pais se sentam para um bate-papo sobre a paternidade ativa e suas vivências, erros e acertos. Thiago Queiroz, Victor Ourives e Thiago Berto são os apresentadores do programa, que é semanal.





Sociologia para Crianças

Descobrimos este podcast depois de entrevistar Tatiana Amendola, que é doutora, socióloga, professora e mãe da Alice. Ela é a idealizadora desse podcast que é uma conversa rápida e gostosa entre ela e a filha. O bate-papo é sobre conceitos e temas da sociologia tratados de uma forma leve e fácil. É interessante de se ouvir com as crianças para promover uma reflexão sobre assuntos necessários e difíceis, como por exemplo, os privilégios que nos cercam.




Novo Normal

Toda semana, Antonia Pellegrino e Manoela Miklos recebem mulheres de diferentes pontos do espectro político para conversarem sobre temas quentes do Brasil e do mundo. A proposta é abrir diálogos, dissensos respeitosos e consensos produtivos. Novo Normal é um projeto do Agora É que São Elas em parceria com o Spotify.




Tetas na Mesa

Nesse podcast, três mães batem papo sobre maternidade, feminismo, desafios do cotidiano, entre outros assuntos. O legal é que você se sente parte da turma e acaba ficando à vontade para rir e chorar com elas. Por muitas vezes, nos identificamos com os assuntos abordados. E, como elas definem, trata-se de um “papo descontraído e honesto sobre a treta que é viver equilibrando todos os pratinhos da vida de mulher e mãe feminista.”




É Nóia minha?

Outro programa imperdível e bem queridinho no Brasil. É comandado pela escritora e roteirista Camila Fremder, e fala sobre as diversas preocupações que muitas vezes temos e pensamos que são só nossas: amores impossíveis, ansiedade social, maternidade real e inseguranças da vida adulta. Camila foi roteirista de programas como o Adotada, da MTV, e À Primeira Vista, da Band, e escreveu o livro Como ter uma vida normal sendo louca, em parceria com a blogueira Jana Rosa.




Tilt Parenting

O TiLT Parenting, da ativista parental, oradora e autora Debbie Reber, apresenta entrevistas e conversas trasnformadoras com autores, especialistas em paternidade, educadores e outros pais. O objetivo é inspirar, informar e apoiar os pais que criam filhos cuja mente tem um jeito "atípico" de funcionar. Nesse grupo entram os autistas e TDAH, mas não só. Superdotação e ansiedade também são temas propostos por Debbie e abordados de maneira empática e bem embasada. Os papos do TiLT ajudam os pais a se sentirem mais empoderados, seguros e conscientes para lidar com as diferenças.



Oprah's SuperSoul Conversations

Aquele jeitão receptivo, leve e ao mesmo tempo profundo de Oprah Winfrey faz a gente sentir que a apresentadora está conversando na sala da nossa casa, tomando um café. No SuperSoul, os papos sempre passam por crescimento pessoal, saúde emocional e espiritualidade, e entre os convidados há uma enorme lista de nomes de peso, como as escritoras Brené Brown e Elizabeth Gilbert, e as atrizes Amandla Stenberg e Lupita Nyong'o. Além das histórias deliciosas e dos conhecimentos de cada amigo que Oprah traz ao podcast, o SuperSoul vale também pelo carisma imbatível da anfitriã, que transforma cada episódio em um convite à autorreflexão.




#podcasts #podcasting #podcaster #radioshow #radio #itunes